Sistema imunológico de 20 com 80 anos.

Sistema imunológico de 20 com 80 anos.

Processed with MOLDIV

A prática de exercícios na terceira idade previne o declínio do sistema imunológico  e protege contra infecções, segundo cientistas.

Cento e vinte e cinco (125) ciclistas que percorrem longas distâncias foram acompanhados por uma equipe composta por diversos especialistas durante um determinado período sendo que, no grupo, alguns tinham 80 anos de idade. Neste grupo senil foi identificado sistemas imunológicos compatíveis com pessoas de 20 anos de idade.

Norman Lazarus, 82 anos, Professor da King`s College London, foi parte integrante da pesquisa e coautor do estudo, disse: “Se exercícios fossem pílulas, todo mundo deveria tomar uma diariamente. São benefícios de longo alcance para o nosso corpo, mente, músculos e sistema imunológico”. 

Prof.Janet Lord, diretor do  Institute of Inflammation and Aging, na Universidade de Birmingham, e coautor da pesquisa, disse:

“O nosso sistema imunológico diminui de 2% a 3% ao ano a partir dos 20 anos de idade, razão pela qual as pessoas mais velhas são mais suscetíveis a infecções, artrite reumatoide e, potencialmente, câncer.”

“Pelo fato dos ciclistas terem sistema imunológico compatível com a de um adulto de 20 anos e, não de 70 ou 80 anos, significa que eles tem proteção adicional contra várias doenças”.

Os pesquisadores analisaram os marcadores no sangue das células T, que ajudam o sistema imunológico a responder às novas infecções. Eles são produzidos no timo, uma glândula no peito, que, geralmente, encolhe na idade adulta.

“Além da Respiração”

Os pesquisadores descobriram que os ciclistas de alta resistência estavam produzindo o mesmo nível de células T que os adultos de 20 anos, enquanto que um grupo de idosos inativos produzia uma quantidade muito menor.

Eles acreditam que ser fisicamente ativo na velhice ajudará as pessoas a responder melhor às vacinas e, portanto, estarão melhor protegidos contra infecções como a gripe.

Steve Harridge, coautor e professor de fisiologia no King’s College London, disse: “Ser sedentário vai contra a evolução porque os seres humanos são projetados para serem fisicamente ativos.”

Você não precisa ser um atleta de competição para colher os benefícios – ou ser um ciclista de alta resistência – qualquer coisa que faça você se movimentar e  melhorar sua respiração o ajudará “.

Prof.Harridge e Prof.Lazarus acreditam que pessoas idosas fisicamente ativas representam o grupo perfeito para analisar os verdadeiros efeitos do envelhecimento biológico.

Em uma análise feita pela Aging Cell foi identificado que os ciclistas não perderam massa muscular ou força e, não viram um aumento na gordura corporal – que geralmente são associados ao envelhecimento.

Encontrei com dezenas de ciclistas numa corrida matinal, em Surrey. Apesar do forte frio, eles estavam radiantes e demonstravam acostumados a pedalar em qualquer temperatura.

Eles são membros da Audax, uma organização de ciclismo de longa distância que organiza eventos que variam de 100km a 300km.

Os membros mais velhos – na década de 80 – dizem que fazem apenas os passeios “curtos” de 100 km (62 milhas) mas, isso ainda é impressionante.

Então, por que eles fazem isso?

Pam Jones, de 79 anos, disse: “Eu faço isso pela minha saúde, porque é sociável e porque eu gosto da liberdade”.

Brian Matkins, de 82 anos, disse: “Um dos primeiros resultados obtidos no estudo médico foi que minha gordura corporal era comparável com a de uma pessoa de 19 anos”.

Com apenas 64 anos, Jim Woods, é um jovem comparado com os demais do grupo. Ele pedala 100 milhas por semana em sua bicicleta, podendo ir além durante o verão.

Ele disse: “Eu pedalo por uma sensação de bem-estar e para desfrutar da maravilhosa vista do campo”.

Pedalar 60 milhas ou mais pode não ser sua ideia de diversão, mas esses senhores encontraram algo que lhes dá prazer, o que é uma das principais razões pelas quais eles seguem adiante.

Mantenha-se ativo e obtenha resultados surpreendentes.

Esta pesquisa foi publicada pelo jornal Aging Cell.”

Adicionar comentário